Empreendedorismo em Sete Lagoas

Página Inicial / Notícia / Empreendedorismo em Sete Lagoas

A atitude empreendedora transforma o desafio em oportunidade. Esse foi o foco do 15° Encontro Empresarial, promovido pelo Sindicato do Comércio Varejista de Sete Lagoas e pelo Sistema Fecomércio MG, Sesc, Senac, Sindicatos e Sebrae Minas, no dia 30 de agosto, em Sete Lagoas.  O evento contou com palestras e apresentação de cases de sucesso de empresários da cidade. “Essa troca de experiências é fundamental para o empreendedorismo”, ressaltou o consultor e mediador, Cristiano Lopes. Confira a seguir.

Cases: o sonho que virou negócio

O empresário Ronaldo Antônio Moreira, proprietário da Ótica Ronaldo, iniciou sua carreira como funcionário e hoje tem cinco lojas e um laboratório próprio. “O importante foi dar o primeiro passo e acreditar”, conta. 

Joaquim Bastos, proprietário do Hiper Santa Helena, começou a idealizar o seu negócio em 1960. Segundo ele, o empreendedor deve conhecer o negócio e observar muito. A rede de supermercados acaba de completar 40 anos.

Um sorriso abre portas e carteiras

David Portes ministrou a palestra “Uma história de vida e marketing”. Estudou até a 7ª série e, depois de trabalhar como camelô, com irreverência e perseverança cresceu e se destacou no mundo dos negócios. “Um sorriso abre portas e carteiras”, diz Portes. “Percebi as oportunidades e queria encantar meus clientes. Fiz promoções e parcerias. Coloquei um tapete vermelho, criei a loja de departamentos na minha banca e, em 1990, utilizava o e-commerce e fazia entregas”. Além de empresário, hoje, ele é um palestrante de sucesso, premiado internacionalmente. 

Cérebros pensantes

“As empresas não precisam de mão de obra, e sim de cérebros pensantes”, disse o filósofo e teólogo Adroaldo Lamaison, na palestra “Atitude e ousadia na busca dos resultados”.  Como a motivação vem de dentro, é preciso ter em mente: “O que você faz para que seu colaborador tenha uma razão para trabalhar para você?”. Segundo ele, é necessário construir empresas humanistas. “Devemos valorizar, elogiar, e ter atitude de humildade para reconhecer quando erramos”.

Futebol e marketing

“Há um filósofo que diz: futebol é um cobertor curto. Se você cobre a cabeça, descobre os pés. Nas empresas, não é diferente. Muitas se preocupam com a produção e os custos, mas se esquecem da promoção, da venda. Com isso, o produto encalha”, disse o mágico, ator e publicitário Clóvis Tavares, que encerrou as apresentações com a palestra “Mágica Empresarial”, trazendo exemplos reais de vendas, marketing e gestão.

Aprendizado

O vice-presidente do Sistema Fecomércio MG Lúcio Emílio de Faria ressaltou a importância da troca de experiência entre os empresários na busca do desenvolvimento do empreendedorismo. O presidente do Sindicomércio, Evando Avelar, acredita que é uma oportunidade para que o empresário se torne mais empreendedor.  “É imprescindível estar sempre atualizado sobre o mercado e suas tendências”.

Mércia Nicoli foi uma das idealizadoras do encontro em conjunto com o presidente do Sindicato. “É gratificante ver a ideia que virou realidade completar 15 edições”, conta. Segundo o gestor da Ação Empresarial e Contabilidade, Ricardo Barros, o evento é um sucesso sempre. “Apoiamos o encontro há três edições. Valorizamos muito a iniciativa e parabenizo todos os envolvidos”.

A sócia proprietária da Cia do Cartucho e Informática, Elaine Fonseca, e a profissional Ana Célia de Almeida, da Ancora Consultoria, participam do evento há várias edições. Para elas, é um investimento enriquecedor devido à troca de informações.

Postagens Recentes