Endividamento do Consumidor – Agosto de 2014

Página Inicial / Pesquisa / Pesquisa do Consumidor / Endividamento do Consumidor / Endividamento do Consumidor – Agosto de 2014
O número de consumidores endividados e a taxa de inadimplência aumentaram na capital mineira. É o que aponta a Pesquisa de Endividamento do Consumidor de Belo Horizonte (PEC-BH), referente às operações de agosto de 2014. Realizada pela área de Estudos Econômicos da Fecomércio MG, a pesquisa mostra que o nível de endividamento subiu, registrando 53,3% frente a 45,1% em julho. A taxa de inadimplência também apresentou aumento (5,8%), ante 4,6% do mês anterior.

Contas atrasadas

O número de consumidores com contas em atraso registrou um recuo em agosto (13,7%) ante 20% do mês anterior. A pesquisa revela ainda que as pessoas com atraso acima de 91 dias representaram 21,4% do total. Já 32,1% dos entrevistados têm atrasos com menos de 30 dias. O principal motivo das contas atrasadas é a falta de planejamento, com 76% das respostas.

Dos entrevistados com contas pendentes, 81,4% planejam saldá-las em até 90 dias, índice superior ao apurado na última pesquisa (60,7%). De acordo com a analista de pesquisas da Fecomércio MG, Luana Oliveira, a intenção de quitar as dívidas em curto prazo representa cuidado com o cadastro negativo, o chamado “nome sujo na praça”, sendo motivo de preocupação. “Isso ajuda a manter os serviços em dia e, principalmente, evitar o pagamento de juros exorbitantes”, diz.

Comprometimento da renda

Em agosto, 70,9% dos endividados comprometeram a renda para os próximos meses com o cartão de crédito. A participação dos meios eletrônicos de pagamentos correspondeu a 79,1% do total dos compromissos financeiros, enquanto os carnês de lojas representaram 0,7%. No que diz respeito aos cartões de lojas, 8,2% dos consumidores comprometeram a renda com essa modalidade. Já os cheques pré-datados apresentaram um recuo (1,9%), ante 5,2% do mês de julho.

Postagens Recentes