Black Friday 2014

Página Inicial / Notícia / Economia / Black Friday 2014

Uma tradição nos Estados Unidos começa a fazer adeptos no Brasil. Esta é a quinta edição da “Black Friday” no país. A sexta-feira acontece logo após o Dia de Ação de Graças, que é a data mais esperada pelos americanos para comprar, principalmente, eletrônicos e eletrodomésticos, com descontos de até 80%. No Brasil, ela ocorrerá no dia 28 de novembro.

A “Black Friday 2014” promete um acesso ainda maior. De acordo com a análise de tendências e buscas realizada pela Conversion, consultoria especializada em Internet, o interesse dos consumidores aumentou mais de 200% para a versão da Black Friday deste ano, em comparação com 2013.

O varejo eletrônico brasileiro espera faturar o dobro este ano, em relação à edição anterior. A previsão de compras é de cerca de R$ 1,54 bilhão, ante os R$ 770 milhões apurados em 2013. Os dados também são da consultoria Conversion. As lojas online devem registrar cerca de 5,2 milhões de pedidos, aproximadamente 61 encomendas por segundo. O volume de transações na data deve representar 4% de todas as compras do ano (133 milhões).

O varejo nacional começou a participar da Sexta-feira negra de maneira tímida em 2010, com movimento de R$ 21 milhões. Porém, já no ano seguinte, o movimento ganhou força com a adesão de gigantes do setor como Walmart, Magazine Luiza, Netshoes e Lojas Americanas. Em 2012, mais de 70 lojas de grande e médio porte ofereceram descontos, de acordo com o site Busca Descontos, que é a empresa responsável por organizar a data no Brasil. Em 2013, os pequenos varejistas online mostraram maior interesse e os grandes ultrapassaram 120 lojas virtuais.

Apesar de ainda ser um evento principalmente com a presença de grandes varejistas e também passar por problemas de conectividade, é uma oportunidade para os varejistas, pois vem crescendo no Brasil e a tendência é expandir ainda mais nos próximos anos.

O objetivo é limpar os estoques para as festas do final de ano, sair do vermelho e chegar ao preto (de onde vem o nome). Ou seja, esse é mais um momento na preparação para a melhor data do comércio varejista, o que sempre deve estar presente no dia a dia do empresário.

* Gabriel Ivo – Economista da Fecomércio MG
Postagens Recentes