Fecomércio MG traça o perfil turístico de Minas Gerais

Página Inicial / Pesquisa / Fecomércio MG traça o perfil turístico de Minas Gerais
Maioria dos trabalhadores ligados ao turismo no Estado tem entre 18 e 29 anos, atua no segmento de alimentação e tem ensino médio completo

As cidades históricas, as paisagens naturais, a gastronomia e tantas outras qualidades atraem todos os anos milhares de turistas do Brasil e do mundo a Minas Gerais. Para fornecer informações pertinentes ao desenvolvimento do setor, a Fecomércio MG traçou um “raio-x” do turismo no Estado. De acordo com o estudo Perfil Turístico 2014, realizado pela área de estudos econômicos sob encomenda do Núcleo de Turismo da entidade, Minas tem 137 mil estabelecimentos ligados ao setor. São hotéis, agências de viagem, locais que oferecem alimentação, transporte, atividades culturais e desportivas, comércio e outros serviços de lazer. O total de postos de trabalho gerados chega à quase 450 mil.

O setor que lidera o número de estabelecimentos no turismo mineiro é o de alimentação, com 48.739 negócios, o equivalente a 35,4% do total. Em seguida vem o transporte, com 34.912 estabelecimentos (25,4% do total) e os serviços de lazer, com 26.730 negócios (19,4%). No quesito “geração de postos de trabalho”, os serviços de alimentação e de transporte também ocupam as primeiras colocações, com 141.221 (31,8%) e 109.373 (24,7%) postos, respectivamente. A terceira colocação ficou com o comércio, com 73.147 postos de trabalhos, 16,5% do total.

O estudo mostrou um equilíbrio no perfil de gênero dos trabalhadores mineiros da área de turismo. As mulheres são maioria em hotéis, serviços de alimentação, agências de turismo e comércio. Já os homens ocupam a maior parte das vagas no transporte, nos serviços de lazer e em atividades culturais e desportivas.

 Remuneração e escolaridade

 A pesquisa da Fecomércio MG apontou que as atividades mais bem remuneradas no turismo mineiro são as ligadas à cultura e ao esporte, com salário médio de R$ 2.808,57 por pessoa. Em seguida está o salário de quem trabalha com aluguel de transporte, com R$ 1.750,30. A menor remuneração registrada foi para quem trabalha em restaurantes e similares, com salário médio de R$ 929,49.

Em quase todas as atividades ligadas ao turismo, grande parte dos postos de trabalho é ocupada por pessoas com ensino médio completo. Apenas nas atividades culturais e desportivas predominam pessoas com ensino superior completo. A maioria dos trabalhadores do setor em Minas tem entre 18 e 29 anos (36,8%).

 De acordo com a turismóloga da Fecomércio MG, Mariana Lima, esse estudo é importante para conhecer mais a fundo o mercado de trabalho de alguns setores da cadeia produtiva do turismo e fornecer informações para o planejamento estratégico do estado. “Por meio dele é possível fazer um cruzamento da escolaridade e renda e perceber quais áreas carecem de investimento em capacitação para elevar a remuneração média do setor”.

 Metodologia

A pesquisa Perfil Turístico 2014 da Fecomércio MG utilizou dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), da Fundação João Pinheiro (FJP) e do Ministério do Trabalho e do Emprego (TEM)

Postagens Recentes