Inadimplência e contabilidade

Página Inicial / Notícia / Geral / Inadimplência e contabilidade

O crescimento da inadimplência assusta principalmente as empresas. Na contabilidade, então, essa realidade precisa ser bem administrada para que as contas não fiquem comprometidas. Esse tema merece atenção, pois, dependendo do momento econômico vivido pela empresa um alto índice de inadimplência pode comprometer seriamente o fluxo de caixa.

Adotar práticas preventivas para trabalhar esse tema delicado é a melhor forma para criar uma gestão segura dos recursos do seu negócio. O primeiro deles é cuidado essencial antes da liberação de crédito. Se por um lado sua empresa cresce quando oferece crédito ao consumidor, por outro ela pode até ir à falência caso esse crédito não seja analisado rigorosamente, antes de ser liberado. Confira, a seguir, algumas dicas para auxiliar nesse processo de prevenção:

Por que a inadimplência acontece?

Existe um conjunto fatores que causam a inadimplência. Desemprego, queda na renda, imprevistos pessoais, falta de controle financeiro quando o consumidor se envolve em mais compromissos do que ele pode pagar.

O que pode ser feito para evitar a inadimplência na minha empresa?

Primeiro é importante detectar as épocas do ano onde a inadimplência é maior e compreender os prejuízos que ela pode acarretar. É bom conversar com o seu contador para verificar até onde sua empresa pode arriscar, liberando créditos aos consumidores.

Depois vale responder às seguintes questões:

• qual a taxa média (mensal) de inadimplentes na sua empresa?

• existem planos para administrar essa taxa?

• você consegue identificar o perfil dos clientes inadimplentes, pessoas físicas e jurídicas?

• você conhece os motivos que fizeram desses clientes inadimplentes e reconhece a importância de cada uma dessas dívidas para sua empresa?

Outra medida plenamente possível e essencial é analise do perfil do consumidor antes da liberação do crédito. Avalie o histórico de compras, confira os documentos pessoais o endereço e o valor da renda mensal. Verifique o risco apresentado e meça-o antes de aprovar o crédito. Será que vale a pena correr esse risco? Se valer, prossiga. Se restar um resquício de dúvida é melhor não arriscar.

Dê preferência ao pagamento em cartões de crédito. Apesar das taxas administrativas cobradas pelas administradoras de cartão, essa é uma medida segura para garantir que o dinheiro será recebido pela sua empresa.

Por fim, mantenha-se sempre atento às informações do setor e aos índices apresentados para fazer uma boa gestão e evitar que sua empresa seja prejudicada pela inadimplência.

A Fecomércio MG, possui parceria com o Serasa Experian e por isso, você pode usufruir dos serviços de proteção ao crédito com um valor especial. Obtenha mais informações e proteja sua empresa: http://migre.me/mPMIz

Fonte: http://www.orcose.com.br/

Postagens Recentes