1° de abril: uma reflexão sobre o que a sua empresa não deve fazer

Página Inicial / Notícia / Geral / 1° de abril: uma reflexão sobre o que a sua empresa não deve fazer

Primeiro de abril é conhecido como o “Dia da Mentira”. A data pode ser uma oportunidade para refletir sobre a transparência e a ética na administração das empresas e no atendimento ao consumidor. Afinal, o cliente é a razão de ser de todo e qualquer negócio e os colaboradores são agentes fundamentais para a consolidação das marcas e o aumento da credibilidade das empresas.

Comunicação interna: transparência que traz benefícios
A transparência organizacional aumenta a probabilidade de sucesso. Para que a sua equipe consiga transmitir ao público externo os valores da empresa, ela precisa, em primeiro lugar, saber quais são esses valores. No dia a dia, existem fatores que causam ruídos na comunicação interna, como velocidade nas ações, pouca abertura para que os empregados se comuniquem com seus superiores, intimidação da equipe por meio de metas abusivas, demonstração de baixa confiança nos funcionários, entre outros.

É recomendável ter cautela e ser solidário ao tomar decisões que envolvem a equipe. Um bom líder não é necessariamente aquele que toma decisões rápidas, com autonomia e ousadia. Ao contrário, é aquele que pensa, planeja e colhe opiniões sobre o assunto antes de decidir. A transparência esclarece, traz segurança e evita que mensagens infundadas gerem insatisfação na equipe e atrapalhem o bom andamento dos negócios.

A satisfação do cliente é o que mais importa

O comprometimento com a satisfação do cliente deve ser a principal característica do atendimento.  A pressão pelo cumprimento de metas não pode interferir na qualidade do atendimento ao cliente. Por isso é importante ficar atento e observar se sua equipe está oferecendo aquilo que o cliente não precisa e/ou  deseja, apenas para garantir uma boa comissão ao fim do mês. Mentir para o cliente é desleal, antiético e muito prejudicial para a saúde do negócio.

Além do acompanhamento diário e da análise de desempenho dos seus colaboradores, pode ser feito uma ação pós-venda, para medir o grau de satisfação do cliente. Analise também o percentual de trocas e cancelamentos e tente entender a motivação. Ouça o cliente, compreenda-o e ofereça a ele o melhor.

Outra dica é proporcionar à sua equipe o treinamento e a capacitação adequados para essa missão. Para isso, você pode conferir o calendário de cursos do Senac Minas Gerais.

Artigo baseado nos livros “Ética no Ambiente de Trabalho” (Márcia Cristina Souza) e “Transparência – Como Criar Uma Cultura de Valores” (Daniel Goleman,Warren G. Bennis, James O’toole, Patricia Biederman e Thereza Ferreira Fonseca), ambos da editora Campus.

Postagens Recentes