Empresariado de BH está confiante com as vendas do 2º semestre

Página Inicial / Notícia / Economia / Empresariado de BH está confiante com as vendas do 2º semestre
As vendas no primeiro semestre de 2015 tiveram resultados fracos para o varejo, mas 75% do empresariado de Belo Horizonte acredita em uma melhora nos próximos seis meses. A conclusão é da Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista – Vendas no 1º Semestre e Expectativa para o 2º, realizada pela área de Estudos Econômicos da Fecomércio MG.

As vendas do primeiro semestre deste ano ficaram abaixo do esperado para 71,8% dos empresários. Apenas o segmento de hipermercados e supermercados teve um retorno positivo – para 75% dos entrevistados. Em relação ao mesmo período de 2014, 61,4% disseram ter percebido uma piora nas vendas, e 38,6% superaram os resultados ou mantiveram o mesmo nível. Comparando o primeiro semestre deste ano com o segundo semestre do ano passado, a maioria  afirmou ter piorado (57,1%) e 18,1% registraram melhora.

Sobre as datas comemorativas como Páscoa, Dia das Mães e Dia dos Namorados (importantes para alavancar as vendas no comércio varejista), nos primeiros seis meses do ano a maioria dos empresários teve resultados iguais ou piores do que no mesmo período de 2014.

Expectativas para o 2º semestre

As perspectivas positivas para o segundo semestre do ano são alicerçadas pelo Natal e pelo recebimento do 13º salário, para 33,2% e 32% do empresariado da capital mineira, respectivamente. “Além desses dois fatores, 50,6% dos empresários estão preparando promoções para os próximos meses como forma de estimular o consumidor a comprar”, destaca Luana Oliveira, supervisora de Estudos Econômicos da Fecomércio MG.

Mesmo confiando que o período será melhor, alguns fatores podem inibir o consumo no segundo semestre. “O endividamento do consumidor e a crise econômica foram os principais pontos apontados pelos empresários”, acrescenta Luana. A pesquisa também estima que a forma de pagamento mais utilizada no segundo semestre deve ser o parcelamento no cartão de crédito

Driblando as dificuldades

Traçar um planejamento estratégico é o primeiro passo para driblar o momento instável da economia e a cautela dos consumidores. “Ainda haverá três datas comemorativas importantes (Dia dos Pais, Dia das Crianças e o Natal, principal data do ano para o comércio varejista). Acompanhar o comportamento dos clientes e dos concorrentes pode ser uma boa alternativa. Aposte em novos canais de vendas, produtos e serviços diferenciados e atitudes sustentáveis”,  orienta Luana.

Postagens Recentes