IBGE aponta queda nas vendas do comércio varejista

Página Inicial / Notícia / Economia / IBGE aponta queda nas vendas do comércio varejista

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou uma retração no volume de vendas do comércio varejista. A variação negativa foi de 0,9% em maio, frente a abril, e de 4,5% em relação ao mesmo mês de 2014. Segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), sete dos dez segmentos avaliados apresentaram queda, com destaque para o varejo de móveis e eletrodomésticos. “Essa atividade é muito dependente das condições de financiamento e de crédito. No atual cenário de queda no rendimento das famílias e aumento dos juros, uma retração mais significativa é observada nesse segmento”, afirma o economista da Fecomércio MG, Guilherme Almeida. Variações negativas também podem ser observadas para os segmentos de hiper e supermercados (-2,1%); tecidos, vestuário e calçados (-7,7%); combustíveis e lubrificantes (-4,2%); livros, jornais, revistas e papelaria (-11,8%); material de construção (-11,3%); e veículos e motos, partes e peças (-22,2%).

Já a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), também feita pelo IBGE, registrou um crescimento de 1,1% na receita dos serviços no mês de maio. Tal percentual reflete a segunda menor alta desde o início desse estudo, em 2012. Em linhas gerais, três dos cinco segmentos analisados tiveram variação positiva, sendo o mais representativo o de serviços profissionais, administrativos e complementares (5,5%). As quedas ficaram a cargo dos serviços prestados às famílias e aos de informação e comunicação: “A demanda diminuiu bastante, influenciada principalmente pela retração da renda e pelo aumento dos preços. Os serviços de tecnologia e informação sofreram com os cortes do governo”, avalia Almeida.

Acesse as duas pesquisas do IBGE:

Pesquisa Mensal do Comércio

Pesquisa Mensal de Serviços

Postagens Recentes