Dia de cuidados especiais para moradores de rua em BH

Página Inicial / Notícia / Geral / Dia de cuidados especiais para moradores de rua em BH

Evento Rua de Direitos trouxe atendimento especial à população com trajetória de rua no Bairro Santa Tereza

Moradores de rua de Belo Horizonte receberam cuidados especiais nesta terça-feira durante o Rua de Direitos, que teve correalização do Sesc e apoio do Senac, integrados ao Sistema Fecomércio MG. O evento faz parte do projeto Rua do Respeito, lançado em setembro pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) e o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). Os moradores receberam assistência jurídica, cuidados de higiene pessoal, alimentação saudável, atendimentos médicos, psicológico e odontológicos, além de participarem de oficina de música, atividades físicas e contação de histórias.

De acordo com a coordenadora de Trabalho Social do Sesc, Andréia Duarte Oliveira Costa, esta é uma chance de resgate do respeito a esses moradores. “Na área de assistência, o Sesc trabalha com o desenvolvimento social e busca a inclusão dessas pessoas. Apoiando este evento, o Sesc e o Senac, integrados ao Sistema Fecomércio MG, contribuem para um conjunto de ações que beneficiam as pessoas em trajetória de rua. Aqui, elas podem emitir documentação, contar com apoio jurídico da Defensoria Pública, participar das atividades de esporte e saúde, acompanhar as atrações no palco e ter acesso ao corte de cabelo”, define.

Quem gostou muito de participar do evento foi o Gleysson Coimbra. Morador de rua há um ano, ele foi de ônibus do Bairro 1º de Maio, Região Norte de Belo Horizonte, onde vive, para o Rua de Direitos. “Eu já comi meu sanduíche natural, agora vou tirar a barba e cortar o cabelo. Esse atendimento é muito importante para nós, que estamos sempre ao Deus dará”, afirma.

A movimentação foi intensa durante toda a manhã. O estande de emissão de documentos era um dos mais procurados, além da assessoria jurídica. Outro serviço que fez sucesso foi a oficina de percussão Corpo Sonoro, oferecida pela Rede Sesc, em que o público aprendeu a fazer sons de batuque utilizando o próprio corpo e a tocar instrumentos.

O promotor de justiça da Coordenadoria de Inclusão e Mobilização Sociais (Cimos), Paulo César Vicente de Lima, explica que o projeto Rua de Respeito surgiu com um termo de cooperação técnica entre o MPMG, TJMG e o Servas. A proposta é atuar no esclarecimento do fenômeno das pessoas em situação de rua para a sociedade, nas ações que promovam o acesso desse público a direitos básicos de qualquer cidadão e em projetos sociais e profissionalizantes que possibilitem a inclusão dessas pessoas no mercado de trabalho.

“Muitos moradores estão morrendo nas ruas de Minas Gerais. Precisamos catalisar recursos e organizar projetos, porque nem sempre a política pública chega até essa população. Ninguém está na rua porque quer. Essas pessoas têm vínculos familiares rompidos, por isso estão nessa situação. A parceria do Sesc e do Senac é fundamental, porque estas instituições têm o know-how para atender a esse público. Esperamos poder levar eventos como o Rua de Direitos para outros municípios de Minas”, conclui o promotor.

Durante uma caminhada pela estrutura da Rua de Direitos, a presidente do Servas, Carolina Oliveira Pimentel, disse: “Hoje é um dia maravilhoso para nós e para os parceiros do Sistema Fecomércio MG, Sesc e Senac. É uma vitória para os moradores. Sabemos que a maioria deles quer sair das ruas e essa é uma oportunidade para que eles tenham todos esses atendimentos”.

Os serviços oferecidos exclusivamente para a população com trajetória de rua começaram a funcionar às 8h e estarão disponíveis até 17h na Rua Conselheiro Rocha, 2.500, Bairro Santa Tereza, em frente à Fundação Caminho Verdade e Vida.

Crédito da foto: Luana Cruz.

Postagens Recentes