Faturamento do comércio piora em agosto

Página Inicial / Notícia / Economia / Faturamento do comércio piora em agosto

As vendas do Dia dos Pais não foram capazes de alavancar os resultados do comércio varejista em agosto. Segundo a Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte, desenvolvida pela área de Estudos Econômicos da Fecomércio MG, 55,8% dos empresários registraram piora no faturamento do mês passado, em relação a julho.  Para 72,4% do empresariado, houve piora desse quesito comparando-se o mesmo mês de 2014. No entanto, 65,7% dos entrevistados esperam melhorar seu faturamento em setembro; no ano passado esse percentual no mês foi de 42,9%.

 O desempenho negativo contrariou a expectativa dos entrevistados – 63,9% estimavam a melhora do faturamento -, o que demanda uma postura de cautela na gestão do negócio. “Os gestores do comércio varejista têm buscado alternativas que equilibrem a saúde do fluxo de caixa e a manutenção de um mix de produtos atrativo ao consumidor, sem a necessidade de realizar grandes investimentos”, afirma a estatística da Fecomércio MG, Elisa Castro.

 Para alcançar o almejado equilíbrio, os donos de empresas têm optado por estratégias que impactam toda a cadeia do setor. No último mês, 43,7% dos empresários reduziram o número de pedidos de mercadorias e outros 46,3% mantiveram a quantidade solicitada. “A gestão dos estoques é uma das alternativas capazes de contribuir para a sobrevivência do negócio, assim como adotar promoções para manter o estoque em um ponto ideal”, afirma Elisa, destacando que a temporada de liquidações será mantida em setembro por 68,4% dos entrevistados.

Ainda de acordo com o estudo da Fecomércio MG, o otimismo dos empresários para este mês é favorável para o mercado de trabalho. Dos gestores consultados, 88,9% vão manter o quadro de funcionários e outros 6,4% devem aumentar o efetivo.

Postagens Recentes