Sesc e Senac reforçam ações do projeto Rua do Respeito

Página Inicial / Notícia / Geral / Sesc e Senac reforçam ações do projeto Rua do Respeito

Iniciativa é voltada para promoção dos direitos e o resgate da dignidade das pessoas em situação de rua

O exercício da cidadania começa pelo acesso a direitos essenciais. É por isso que o Sesc e Senac, integrados ao Sistema Fecomércio MG, apoiam o projeto Rua do Respeito, lançado em setembro pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) e o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

A primeira iniciativa do projeto vai acontecer no próximo dia 29/9, em Belo Horizonte, na ação chamada “Rua de Direitos”, que conta com correalização do Sesc e apoio do Senac. Entre os serviços que serão oferecidos exclusivamente para a população com trajetória de rua estão emissão de documento de identidade, atendimentos médicos e odontológicos, corte de cabelo e ainda consultoria jurídica e previdenciária. As atividades serão realizadas na rua Conselheiro Rocha, 2.500, Santa Tereza, das 9h às 17h, em frente à Fundação Caminho Verdade e Vida.

Segundo dados da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e da Prefeitura de Belo Horizonte, a capital mineira tem, atualmente, cerca de 2 mil pessoas vivendo nas ruas. A ação realizada inicialmente em Belo Horizonte também será replicada em cidades do interior.

Rua do Respeito
A proposta é atuar em três eixos: esclarecimento do fenômeno das pessoas em situação de rua para a sociedade, ações que promovam o acesso desse público a direitos básicos de qualquer cidadão e projetos sociais e profissionalizantes que possibilitem a inclusão dessas pessoas no mercado de trabalho.

Pelo menos sete audiências públicas já estão marcadas para dar andamento a processos que envolvem a inclusão e a proteção dos direitos de pessoas em situação de rua em diferentes regiões mineiras. Além disso, o juiz da 23ª Cível de Belo Horizonte, Sérgio Fernandes, explica que a Escola Judicial já iniciou sua mobilização com servidores para que eles atendam esse público como qualquer outro cidadão comum.

Para a presidente do Servas, Carolina Oliveira Pimentel, a sociedade cumpre um papel fundamental nesse projeto. “As pessoas precisam entender que quem está na rua não está lá porque quer. Está em uma condição temporária, em situação de extrema vulnerabilidade, para a qual não podemos fechar os olhos. Então, além do poder público e do setor privado, os cidadãos são atores importantes no resgate do respeito das pessoas em situação de rua”, afirma a primeira-dama do Estado de Minas Gerais.

SERVIÇO
Rua de Direitos, em Belo Horizonte
Ações: serviços oferecidos exclusivamente para a população com trajetória de rua – emissão de documento de identidade; atendimentos médico e odontológico; orientações jurídica e previdenciária; corte de cabelo; atendimento psicológico; elaboração de currículo de trabalho; cadastro no Sine.
Data: 29/9 (terça-feira)
Local: rua Conselheiro Rocha, 2.500, Santa Tereza, das 9h às 17h, em frente à Fundação Caminho Verdade e Vida.
Hora: das 9h às 17h
Gratuito

 

Postagens Recentes