Sistema Fecomércio MG apoia campanha contra discriminação social

Página Inicial / Notícia / Geral / Sistema Fecomércio MG apoia campanha contra discriminação social

A campanha “Que Diferença Faz?”, que tem o objetivo de promover a não discriminação e o respeito às diferenças dos grupos historicamente vulnerabilizados, foi lançada no dia 1º de setembro. O projeto que visa ampla mobilização social no Estado de Minas Gerais é uma realização do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), com iniciativa do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa dos Direitos Humanos (CAO-DH), envolvimento do Procon-MG, Coordenadorias, Centros de Apoio, Procuradorias e Promotorias de Justiça, e financiamento do Fundo Especial do Ministério Público (Funemp). O Sistema Fecomércio MG, Sesc e Senac é um dos parceiros do projeto e oferecerá, juntamente com o MPMG, palestras educativas em cursos específicos de formação profissional disponibilizados pelo Sistema, além de apoiar a divulgação da campanha em todo o Estado, por meio de Sindicatos integrantes à Federação.

A iniciativa idealizada em conjunto com movimentos sociais, organizações da sociedade civil, universidades e instituições propõe uma reflexão sobre o comportamento social diante da diversidade, contemplando os vários tipos de  discriminação que assolam a sociedade, entre elas a racial, a por orientação sexual, por crença religiosa e por deficiências físicas.

A promotora de justiça, coordenadora do CAO-DH e responsável pelo projeto, Nívea Mônica da Silva, afirmou que a campanha é fruto do amadurecimento de discussões dentro da instituição, a partir do grande número de relatos de pessoas que sofreram algum tipo de preconceito. “Estamos capitaneando esforços para formar um movimento por menos discriminação e violência contra determinados grupos”, afirma a promotora, destacando que a “Que Diferença Faz?” tem o desafio de promover a reflexão individual e a consequente mudança de comportamento. “Queremos que as pessoas se perguntem, efetivamente, por que as diferenças do outro as incomodam tanto, promovendo, assim, uma transformação.”

Outro objetivo é prevenir atos discriminatórios em estabelecimentos comerciais e locais de entretenimento, como casas noturnas, bares e estádios. Para isso, o empresariado de Belo Horizonte será mobilizado a transformar as diretrizes do projeto em valores pertencentes à sua cultura de gestão,  orientando seus princípios de atuação, desde o processo de seleção e contratação de funcionários até o atendimento ao consumidor final. As empresas que aderirem à ação receberão o selo “Aqui se respeita a diferença”.

A capacitação oferecida pelo Sistema Fecomércio MG tem o objetivo de preparar os profissionais do setor terciário para essa transformação, tornando-a efetiva e sustentável. Para isso, a Federação disponibilizará espaço na grade de programação de determinados cursos oferecidos pelo Senac, como Recepcionista em Meios de Hospedagem e Gestão de Projetos Sociais, para que o Ministério Público trate temas referentes à campanha. “Acreditamos que o ser humano está no centro das decisões. Por isso, vamos ampliar nossas ações nesse sentido, contribuindo para a melhoria da sociedade”, afirma Lázaro Luiz Gonzaga, presidente do Sistema Fecomércio MG, Sesc, Senac e Sindicatos.

 

Mobilização

A campanha também terá forte presença nas redes sociais. Além da publicação de conteúdos relacionados ao tema e peças digitais,  a fan page do projeto no Facebook – qdf.quediferencafaz – será uma plataforma de interação com o público, que será convidado a refletir, constantemente, sobre sua forma de enxergar o próximo e respeitar a diversidade. A conclusão da primeira fase da mobilização está programada para dezembro de 2015.

Postagens Recentes