Taxa de desemprego sobe para 7,6% em agosto

Página Inicial / Notícia / Economia / Taxa de desemprego sobe para 7,6% em agosto

A taxa de desemprego atingiu, em agosto de 2015, 7,6% para o conjunto das seis regiões metropolitanas pesquisadas* pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na Pesquisa Mensal do Emprego (PME). O índice ficou 0,1 ponto percentual (p.p.) superior ao mês de julho e 2,6 p.p. a mais ao observado em agosto de 2014.

O levantamento apontou que 1,9 milhão de pessoas estão à procura de trabalho, percentual 52% maior em relação a agosto do ano passado. Para o economista da Fecomércio MG, Guilherme Almeida, a retração econômica continua sendo a principal responsável pelo desaquecimento no mercado de trabalho. “A atividade segue em queda e o Produto Interno Bruto (PIB) do segundo semestre sofreu nova retração. A confiança das famílias e dos empresários também está em declínio, o que acaba travando a recuperação do cenário.”

Quando observados os rendimentos do trabalhador, constata-se uma retração de 3,5% na comparação anual, sendo que o maior percentual é devido aos funcionários sem carteira assinada no setor privado (-12,6%). “Essa queda no rendimento impactará de forma negativa o volume de vendas do comércio devido à redução do consumo das famílias”, avalia o economista.

Em Belo Horizonte, o índice de desocupação chegou a 6,7% em agosto, 0,7 p.p. a mais que o observado em julho, e 2,5 p.p. a mais em relação ao mesmo período de 2014. O rendimento médio real do consumidor, por sua vez, caiu 7,2% na comparação anual, chegando a R$ 1.998,20 em agosto.

*As seis regiões metropolitanas pesquisadas pelo IBGE foram: Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

Acesse a pesquisa aqui.

Postagens Recentes