Curso de Comércio Exterior é sucesso entre profissionais

Página Inicial / Notícia / Negócios Internacionais / Curso de Comércio Exterior é sucesso entre profissionais

O Curso Prático de Comércio Exterior, realizado pela Fecomércio MG, levou profissionais em variados estágios da carreira para a sala de aula. Ministrado nas duas últimas sextas-feiras, 17 e 24 de março, na sede da entidade, o evento atraiu tanto profissionais com vasta experiência no setor quanto jovens estudantes, ainda inexperientes. Em comum entre eles, está a sede de aprender.

Para o professor Henrique Mascarenhas, responsável pelas aulas, a sinergia entre os grupos contribuiu para o rendimento do curso. “As aulas foram muito produtivas. Foi bom ver o interesse dos participantes – dos mais jovens e dos mais experientes. Houve participação, perguntas, troca de contatos.” O curso foi dividido em dois temas. No primeiro dia, importação; no encontro seguinte, exportação e negociação internacional.

Ana Sýlvia Cruvinel, 25 anos, e Laura Salgado, 19, são estudantes de Comércio Exterior e Relações internacionais, respectivamente. Animadas com a experiência no Curso da Fecomércio, elas destacaram a importância do conteúdo para o mercado de trabalho. “Os cursos universitários não são tão especializados; há muitas especificidades que só aprendi aqui”, avaliou Ana Sylvia.

Sonayara Baracho, 51 anos, é formada em Comércio Exterior e trabalha há 17 anos na área. Também satisfeita com o curso, ela apontou o dinamismo do campo. “As coisas mudam muito rápido: legislação, tratados, questões logísticas. Por isso, o profissional tem sempre que se atualizar. O curso foi útil para mim. Trabalhei apenas com importação nos últimos cinco anos e devo recomeçar na área de exportação. É preciso compreender as diferenças entre os dois lados do negócio.”

O Curso Prático de Comércio Exterior é oferecido desde 2014 pela Fecomércio. A primeira edição de 2017, no entanto, teve um diferencial: um webinário de apresentação. “Ele permitiu que os interessados conhecessem antes o conteúdo do curso e o método do instrutor. Isso deu maior credibilidade, despertando mais interesse”, apontou a analista de Comércio Exterior da Fecomércio MG, Juliana Gomes.

Postagens Recentes