Comunicação como estratégia de negócio

Página Inicial / Notícia / Comunicação como estratégia de negócio
Em Notícia

Jéssica Andrade – Analista de comunicação da Fecomércio MG

As empresas investem cada vez mais no relacionamento com o seu público externo por meio de assessorias de imprensa, propagandas ou no desenvolvimento de ações sociais. Entretanto, a utilização de ferramentas voltadas para o público interno também deve ser incrementada e considerada estratégica para o fortalecimento da marca. Trata-se da comunicação interna e o do endomarketing, segmentos que abrangem a gestão, o planejamento e a administração de ações de comunicação voltadas para os colaboradores. Articuladas, elas resultam em uma série de benefícios para a corporação, como aumento da credibilidade, transparência, engajamento, produtividade e disseminação de conhecimentos.

Um estudo realizado pela Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje), com as classificadas 500 Maiores Empresas do Brasil pelo ranking da revista Exame, aponta que a comunicação interna é avaliada como a estratégia mais relevante para os negócios. Esse segmento recebe a maior parte do investimento para o setor, seguido pela presença digital, pela comunicação institucional e pela Branding. Identificar a importância do papel das ações internas é o primeiro passo; em seguida, é necessário iniciar uma análise do ambiente empresarial, apontando a percepção que o colaborador tem em relação à empresa, assim como um estudo da visão e missão institucional. Esses diagnósticos permitem conhecer a cultura da companhia e o seu posicionamento no mercado. Tais informações precisam ser reforçadas com o seu público interno e, a partir disso, será possível elaborar um planejamento mais assertivo, que indicará quais ferramentas serão utilizadas e linguagens adotadas.

A comunicação interna, como o próprio nome sugere, traz estratégias para a empresa se comunicar com os colaboradores. Para isso, é possível utilizar diferentes tipos de mídias. Entre os mais empregados estão o e-mail marketing, o jornal mural, a intranet, as revistas e as redes sociais corporativas. Já o endomarketing trata-se de um marketing voltado para dentro, caracterizado por uma ação que visa manter os funcionários bem informados e integrados, como as campanhas internas. Elaborar um calendário anual, com as datas e conceitos que devem ser trabalhados, resulta no aumento de conhecimento sobre a instituição e a sensação de prazer em contribuir com o seu crescimento. Quando as ferramentas de comunicação interna e de endomarketing estão associadas, os resultados são ainda mais abrangentes, pois permitem comunicar e fortalecer relacionamentos.

Todos esses recursos são aplicados para informar e integrar o público interno. Entre os principais resultados estão o alinhamento do discurso e os posicionamentos oficiais da empresa. Os colaboradores que conhecem os valores pelos quais a corporação preza e estão cientes de todas as ações desenvolvidas passam a ser mais confiantes e atuam diretamente no desenvolvimento da corporação. Nesse processo é criado uma interação afetiva, o reforço da imagem positiva da empresa, a boa comunicação e, consequentemente, o sentimento de pertencer e “vestir a camisa” do negócio.

Criar esse elo com o público interno é sempre um desafio, mas gera muitos benefícios. Por isso, é necessário levar em consideração a cultura atual e definir métodos eficazes de comunicação para auxiliar efetivamente nos resultados da organização. É importante ainda ter a visão de que existem novos meios de comunicação e de que é preciso apostar em inovação, praticidade e autonomia.

*Artigo publicado no jornal Estado de Minas

Postagens Recentes