Comércio e serviços puxam geração de empregos

Página Inicial / Notícia / Economia / Comércio e serviços puxam geração de empregos

O mês de outubro trouxe uma novidade ao mercado de trabalho formal em Minas Gerais. O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostrou que 4.509 postos de trabalho foram abertos no Estado nesse período, resultado muito superior ao registrado no mesmo mês de 2016, quando 5.530 pessoas foram demitidas. Minas acumula 62.257 mil contratações formais este ano.

O Caged de outubro, divulgado na semana passada pelo Ministério do Trabalho (MTb), também destaca o crescimento de 0,11% no número de vagas abertas com carteira no Estado. Novamente, os setores de comércio e serviços registraram resultados positivos. Enquanto o primeiro realizou 4.129 contratações, o segundo admitiu 2.738 novos funcionários. No acumulado do ano, o comércio ainda apresenta um déficit de 3.030 vagas, embora o setor de serviços já registre 23.973 admissões.

O economista da Fecomércio MG, Guilherme Almeida, lembra que o Caged de outubro segue a tendência nacional de recuperação de empregos. Além disso, os setores de comércio e serviços mantiveram a retomada apresentada nos meses anteriores. “A abertura de vagas nestes dois setores mostra que eles vêm se recuperando gradualmente. A geração de empregos no comércio e nos serviços também é reflexo das contratações de final de ano”, avalia.

Em contrapartida, setores como a agropecuária registraram novamente perdas acentuadas de trabalhos formais (-5.278 vagas).

Empregos no país

No Brasil, o Caged de outubro atingiu o sétimo resultado positivo seguido. Nesse período, o saldo de contratações com carteira assinada chegou a 76.599 novas vagas, o melhor resultado para o mês de outubro desde 2003, quando 94.893 postos foram abertos. Já no acumulado do ano, o país gerou 302.190 empregos formais, embora ainda não tenha recuperado o déficit dos últimos 12 meses, quando 294.305 trabalhadores foram demitidos.

O resultado de outubro foi puxado pelo comércio, que gerou 37.321 novos postos de trabalho. Já o setor de serviços admitiu 15.915 empregados.

Postagens Recentes
Fale Conosco

Para dúvidas sobre contribuições patronais, utilize a Área do Empresário no topo da página. Para outras questões, preencha sua solicitação e retornaremos em breve.