Intenção de Consumo aponta confiança

Página Inicial / Notícia / Economia / Intenção de Consumo aponta confiança
A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) atingiu, em novembro, o melhor resultado desde abril de 2015, saltando de 73,3 pontos, em outubro, para 80,7. Embora ainda permaneça abaixo do nível de satisfação (100), o indicador, apurado pela Fecomércio MG, com base em dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), ultrapassou a marca de 80 pontos pela primeira vez nesse período. Desempenho que aponta um crescimento da confiança dos belo-horizontinos na recuperação econômica do país e uma pretensão às compras nos próximos meses, especialmente em função das festas do final de ano.

Cinco dos sete itens que compõem o ICF apresentaram aumento no período. Os principais destaques foram o índice de emprego atual, que alcançou os 111,5 pontos, contra os 103,4 registrados no levantamento anterior, a perspectiva profissional – passou de 75,1 para 91,8 – e a perspectiva de consumo, com um acréscimo de 13,2 pontos (70,3 para 83,5). “A proximidade das festas de fim de ano é um estímulo para as pessoas irem às compras, assim como o recebimento de recursos extras, como o 13º salário e o adiantamento do PIS/Pasep”, avalia a analista de pesquisa da Federação, Elisa Castro.

Ela reforça que, em 2017, a conjuntura econômica está mais favorável do que em 2016. “A inflação está sob controle e os juros mais baixos. Isso propicia uma melhor saúde financeira para as famílias. Além disso, a evolução nos níveis de emprego dá mais segurança e ânimo para os consumidores”, completa. De acordo com o estudo, os componentes nível de consumo (55,7 pontos) e momento para duráveis (47,4) foram os únicos que registraram retração na passagem de outubro para novembro.

Postagens Recentes
Fale Conosco

Para dúvidas sobre contribuições patronais, utilize a Área do Empresário no topo da página. Para outras questões, preencha sua solicitação e retornaremos em breve.