Nota de esclarecimento

Página Inicial / Notícia / Capa / Nota de esclarecimento

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG) esclarece, em decorrência dos fatos noticiados no jornal Estado de Minas do dia 22 de abril, página 9, caderno de Economia:

Os fatos noticiados são baseados em informações inverídicas e errôneas. Na última sexta-feira (20) encerrou-se o prazo para impugnação de candidaturas aos cargos referentes às eleições sindicais internas na Fecomércio MG. A Chapa Renova solicitou verbalmente a emissão de certidão atestando quais as impugnações foram apresentadas até a presente data, porém tal ato não tem previsão estatutária. O Estatuto da Fecomércio MG é claro ao dispor que o candidato impugnado deve ser notificado em 48 (quarenta e oito) horas, tendo o candidato impugnado o prazo de 05 (cinco) dias para apresentar suas contrarrazões. Durante as tentativas de esclarecimento dos fatos pela equipe Jurídica da Federação, membros da Chapa Renova acionaram a Polícia Militar, apesar de toda a legalidade, lisura e transparência do procedimento eleitoral.

A Fecomércio MG reitera que todos os atos envolvendo as eleições sindicais da entidade são praticados em estrita observância à forma, prazo e procedimentos previstos no seu Estatuto Social. As impugnações apresentadas serão processadas e analisadas pelo órgão julgador após a observância do contraditório e ampla defesa, e, em conformidade com os regulamentos internos.

FECOMÉRCIO MG – Belo Horizonte, 23 de abril de 2018

Postagens Recentes