Segundo semestre será positivo para o varejo mineiro

Página Inicial / Notícia / Economia / Segundo semestre será positivo para o varejo mineiro
Os empresários do comércio de Minas Gerais estão confiantes em relação às vendas no segundo semestre de 2018. A grande maioria (67,3%) aposta em um desempenho melhor para o setor, em comparação com a primeira metade do ano. O otimismo é influenciado, principalmente, pela existência de três datas comemorativas importantes (Natal, Dia dos Pais e Dia das Crianças), além de eventos que têm conquistado o consumidor, como a Black Friday e a Cyber Monday. O resultado faz parte da pesquisa de Expectativa de Vendas, elaborada pela Fecomércio MG.

Os segmentos mais confiantes são de veículos e motocicletas, partes e peças (27%); equipamentos e materiais para escritório, informática e de comunicação (25%); e artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (23,3%). Já os motivos para justificar as boas perspectivas são otimismo/esperança, citado por 49,8% dos empresários mineiros, seguido pelo fato de os últimos meses do ano serem tradicionalmente melhores que os primeiros (18,5%), além da continuidade da recuperação do comércio e da economia (16,1%).

O estudo destaca ainda que as promoções e liquidações continuarão sendo a principal medida para atração dos clientes nos próximos meses, sendo utilizada por 28% dos entrevistados. Ações de mídia e propaganda (26,1%), diversificação do mix de produtos (9,8%) e atendimento diferenciado (7,5%) serão outras estratégias para fisgar o público. “Ainda existe uma instabilidade no cenário econômico e político, por isso o empresário sente a necessidade de se planejar e criar incentivos para estimular as vendas. Porém, ele também percebe indicadores econômicos melhores, além dos aspectos pontuais, como o Natal, o que aumenta a confiança no crescimento do consumo”, argumenta o economista da Fecomércio MG, Guilherme Almeida.

Desempenho no semestre passado

O levantamento da Fecomércio MG também apurou a avaliação do empresariado de Minas Gerais sobre o primeiro semestre de 2018. Para 52,4%, houve uma redução no faturamento, em relação ao mesmo período de 2017. Comparado aos seis últimos meses do ano passado, 55,1% observaram redução nas vendas.

Confira a matéria da Rádio Fecomércio MG sobre as expectativas para o segundo semestre de 2018

Postagens Recentes