Mais presentes no Dia das Crianças

Página Inicial / Notícia / Economia / Mais presentes no Dia das Crianças
As expectativas para o Dia das Crianças, data de forte apelo emocional e comercial junto ao público infantil, estão melhores neste ano. Aproximadamente 43% dos consumidores de Belo Horizonte planejam presentear no dia 12 de outubro, de acordo com pesquisa da Fecomércio MG. No ano passado, esse índice estava em 38,6%. O tíquete médio não ultrapassará os R$ 100 para a maioria (55,8%) dos entrevistados. Já outros 44,2% darão aos pequenos uma lembrança de valor superior a essa faixa, percentual também acima dos que optaram por um presente na casa dos três dígitos em 2017 (30%).

De acordo com o economista da Federação, Guilherme Almeida, o resultado é reflexo do crescimento da confiança das famílias e contribui para estimular os empresários. “O Dia das Crianças marca o período de lançamentos de produtos a serem comercializados no Natal. Embora exista uma sensação de estagnação econômica, as pessoas têm percebido um ganho real na renda e uma reação, ainda que lenta, do emprego. Isso incentiva os consumidores a demandarem mais produtos”, argumenta.

Para melhorar as vendas, 37,4% das lojas pretendem realizar promoções e liquidações, enquanto 31,7% investirão em propaganda/campanha. Segundo os empresários, pouco mais de 80% dos clientes devem ir às compras na semana da comemoração, sendo que a data impacta 36,6% das empresas do comércio varejista da cidade. O destaque são os segmentos de brinquedos, jogos, vídeos, eletrônicos, vestuário, calçados, artigos esportivos, lazer e outros.

Conforme a pesquisa da Fecomércio MG, quase 60% dos empresários apostam em vendas melhores do que as registradas no ano passado. Outros 23,7% acreditam que o desempenho será igual. Os itens mais procurados, segundo os consumidores, serão brinquedos (59,8%), roupas (27,2%) e chocolates/doces (8,3%). A forma de pagamento preferida é à vista (73,2%), em dinheiro ou no cartão de débito.

Postagens Recentes