Sesc em Minas faz ampla revisão de atividades e ganha ainda mais eficácia para clientes

Página Inicial / Notícia / Institucional / Sesc em Minas faz ampla revisão de atividades e ganha ainda mais eficácia para clientes

O Sesc em Minas está passando por um momento de amplo ajuste, reavaliando o foco de suas atividades e unidades para ter cada vez mais eficiência no atendimento às demandas prioritárias de seu público – o trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo de Minas Gerais. Esse ajuste, feito regularmente por empresas, tornou-se fundamental diante do cenário econômico atual do país e, principalmente, do Estado, para que fosse possível continuar contribuindo de maneira decisiva para o desenvolvimento social.

Desde maio de 2019, a instituição compartilha sua gestão com o Conselho Nacional e com o Departamento Nacional do Sesc que lideram, com os técnicos locais, os processos de suspensão de determinadas unidades no estado. Entre os pontos constatados nas análises técnicas realizadas, está a infraestrutura, que foi consolidada nos anos 1970 e hoje não atende mais à legislação vigente.

Algumas instalações exigem investimentos da ordem de milhões apenas para que possam ter todas as licenças concedidas. Segundo o Sesc em Minas, boa parte dessas estruturas abrigavam atividades com baixíssima adesão de público. As hospedagens, por exemplo – um setor que atualmente sofre queda de atividade em todo o país –, chegaram a ter mais de 2 mil leitos e taxa de ocupação abaixo de 30% em alguns casos. Essa situação exigia alto grau de subsídio para uma atividade que não se mostrava prioritária para o cliente.

Atuação do Sesc em Minas

Neste momento, o Sesc em Minas volta seus esforços para temas essenciais como saúde e educação básica e fundamental. Um exemplo é a criação do Sesc Centro de Excelência em Saúde, em Belo Horizonte, que hoje oferece atendimento de baixo custo para a população em cerca de 20 especialidades médicas e não médicas.

Alguns outros exemplos são a hospedagem social, que abriga pacientes de doenças críticas e seus acompanhantes vindos do interior em tratamento na capital gratuitamente, incluindo alimentação; o programa de segurança alimentar Mesa Brasil, por meio do qual arrecadamos mais de 2,8 toneladas de alimentos não perecíveis; o Programa Habilidades de Estudo, que atende, em média 1.800 crianças no contraturno escolar; e as unidades móveis de atendimento em saúde, que, em 2019, têm uma previsão de atender 6.520 pessoas por meio do OdontoSesc e do MedSesc Oftalmologia e realizar 20.704 atendimentos em 34 cidades mineiras com o Sesc Saúde Mulher.

Análises são feitas há mais dois anos

As mudanças não começaram agora. Desde 2017, estudos profundos vêm sendo realizados sobre os principais entraves vividos pela instituição e as maneiras de torná-la ainda mais eficiente e significativa. O trabalho foi iniciado com a reavaliação de processos, contratos e áreas administrativas. Somente após cortes importantes, que, muito embora, não gerariam impacto ao nosso cliente final, as unidades passaram por avaliações. Todas as adequações foram avaliadas e aprovadas pelo Conselho do Sesc, que possui representantes tanto dos sindicatos patronais quanto de trabalhadores e do governo.

Com todos os estudos, avaliações e reestruturação realizados, o objetivo é garantir a sustentabilidade do Sesc em Minas e manter atendimentos de qualidade e excelência prestados há mais de 70 anos em Minas.

Momento de união

Desde que o Sesc em Minas anunciou a suspensão de unidades e serviços no estado, que se dá dentro desse amplo processo de reestruturação, a entidade teve alguns questionamentos isolados por dirigentes sindicais. Esse grupo tem inclusive levado o tema para discussão com o poder público, mesmo se tratando de uma instituição de direito privado.

Diante disso, a Confederação Nacional do Comércio decidiu abrir um processo administrativo para averiguar se essas ações dos sindicatos ferem as normas de ética, moral, disciplina e bons princípios de urbanidade defendidos pelo artigo 7º do estatuto do Sistema Confederativo da Representação Sindical do Comércio (Sicomércio) já que se trata de uma ação isolada em um momento que requer união absoluta de todo o setor.

Vale ressaltar que o Sesc em Minas é uma instituição criada, organizada e dirigida pela CNC, e que obedece a procedimentos de transparência à sociedade com prestação de contas anuais no Portal de Transparência do Sesc e por meio do site www.sescmg.com.br. Além disso, a empresa tem as contas auditadas pela Controladoria-Geral da União (CGU) e pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e também é submetida a auditorias internas locais e nacionais.

* Publicado pela CNC em 17/09/2019

Postagens Recentes