Saldo de empregos em setembro é o melhor desde 2013

Página Inicial / Notícia / Economia / Saldo de empregos em setembro é o melhor desde 2013

A aprovação recente de medidas de incentivo à economia, como a Lei da Liberdade Econômica, refletiu-se no último Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado na quinta-feira (17/10). Não à toa, setembro registrou o maior saldo de emprego formal no país para o mês desde 2013. Já em Minas Gerais, foram abertos 3.841 postos de trabalho, um avanço de 0,09% em relação a agosto e de 1,89% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

O saldo de empregos com carteira assinada no mês é o segundo melhor dos últimos seis anos, embora seja inferior ao verificado em setembro de 2018. Na época, foram criadas 5.200 novas vagas. Na soma de todos os setores, de janeiro até setembro, 111.469 postos de trabalho já foram abertos no Estado, enquanto nos últimos 12 meses o saldo positivo chega a 76.251 empregos.

Na análise por setores, os destaques ficaram com a construção civil (0,91%), os serviços (0,44%) e a indústria de transformação (0,27%). Ao todo, eles foram responsáveis por gerar um saldo positivo de 11.814 empregos com carteira assinada em Minas Gerais (2.445 na construção civil, 7.315 em serviços e 2.054 na indústria de transformação).

O comércio, por sua vez, encerrou o mês com 347 novos postos de trabalho, uma leve melhora de 0,04% em relação ao mês anterior. Já a agropecuária foi o setor que mais demitiu (-8.502) em Minas Gerais, registrando um recuo de 2,94% de postos de trabalho só em setembro.

No acumulado do ano, a diferença entre os setores de comércio e de serviços se acentua. O setor de serviços permanece como o maior empregador com carteira assinada em Minas Gerais (+54.858), enquanto o comércio tem sido o principal responsável pelo fechamento de vagas formais no Estado (-7.632).

A economista da Fecomércio MG, Bárbara Guimarães, lembra que os bons números do setor de serviços refletem a maior demanda de mão de obra no período. “Em setembro, os empresários começam a se preparar para o Dia das Crianças, data que movimenta 47,5% do comércio varejista de Minas Gerais. Neste ano, ainda, tivemos a primeira edição da Semana do Brasil, que também aqueceu o setor, em uma época de vendas normalmente mais fracas.”

Empregos no país

No Brasil, o estoque de empregos em setembro foi o melhor desde 2013, quando 211.068 novos postos de trabalho foram abertos. Desta vez, houve 157.213 admissões no mês, o que configura o sexto crescimento consecutivo do indicador. Além disso, no acumulado de janeiro a setembro foram geradas 761.776 vagas formais no país, 6% a mais que no mesmo período de 2018.

Já entre os oito setores considerados pelo Caged, sete registraram saldo positivo de empregos em setembro, com destaque para a construção civil (0,89%), a indústria de transformação (0,58%) e os serviços (0,37%). Juntos, eles foram responsáveis pela geração de 125.043 novos empregos no Brasil. O comércio, por sua vez, admitiu 29.918 trabalhadores.

Postagens Recentes