De contador a consultor

Página Inicial / De contador a consultor

Todos sabem que a contabilidade contribui significativamente para o sucesso das organizações: a técnica contábil auxilia não só no processo de gestão patrimonial, mas também no controle e na transparência dos dados, no desenvolvimento e no fortalecimento dos negócios, além de fomentar uma postura voltada à responsabilidade social das empresas. Deste modo, não é exagero falar que, neste contexto de crise econômica e política atual, a categoria vivencia um momento de consolidação.

Isso porque a expertise da classe contábil é crucial para identificar oportunidades de novos negócios e garantir a saúde financeira das instituições, por meio de um planejamento mais assertivo e uma gestão eficiente. No mês passado, em que se comemorou o Dia do Contador, em 22 de setembro, a reflexão sobre a importância desse profissional para as empresas e para a sociedade em geral se tornou ainda mais pertinente.

Muito além de suas funções de calcular tributos e cumprir obrigações acessórias, o contador assume um papel de consultor, orientando o empresariado na tomada de decisões estratégicas para o desenvolvimento do negócio. No exercício dessa função, o cenário dinâmico da sociedade exige cada vez mais qualificação e habilidades gestoras.

É preciso muita atenção às mudanças na legislação tributária e fiscal e, por isso, é essencial estar preparado para as transformações do próprio “fazer contábil”, principalmente quanto à informatização dos processos. Os avanços tecnológicos são grandes aliados da contabilidade, possibilitando, entre outros benefícios, dedicar menos tempo com atividades manuais e mais tempo para unir esforços na elaboração de um planejamento estratégico.

Em vista disso, o Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais (CRCMG) trabalha para intensificar seus programas de Educação Profissional Continuada. Em 2016, foram realizados 213 cursos presenciais, o que representa um aumento de 45% em relação a 2015, quando foram feitos 147. Além dos cursos, também foram realizados oito seminários, 41 edições do Café com Contabilista e 24 Circuitos Orientativos de Fiscalização. O CRCMG também se aproximou ainda mais dos estudantes, promovendo visitas técnicas em sua sede e participando de colações de grau de bacharéis em Ciências Contábeis.

Neste ano, o foco é a fiscalização preventiva, por meio da capacitação da classe contábil para uma atuação cada vez mais ampla e qualificada, que supra as necessidades do mercado e valorize, ainda mais, o papel desses profissionais na manutenção da saúde financeira e econômica das empresas.

Rogério Marques Noé

Fale Conosco

Para dúvidas sobre contribuições patronais, utilize a Área do Empresário no topo da página. Para outras questões, preencha sua solicitação e retornaremos em breve.