Namorados prometem elevar a temperatura do comércio

A data mais apaixonada do calendário promete aquecer as vendas do comércio mineiro. Os empresários aproveitam a força emocional inerente a época e adotam ações estratégicas para tocar o coração dos consumidores. E o otimismo é grande. Conforme a pesquisa de opinião realizada pela área de Estudos Econômicos da Fecomércio MG, 69,3% dos varejistas entrevistados estimam vendas melhores do que ocorreu ano passado, chegando a especular um aumento de 50% nas vendas. Já 24,2% adotam uma postura mais conservadora, apostando em vendas iguais as realizadas em 2013.

O desafio dos empresários está em criar estímulos e inovar nas estratégias para chamar a atenção dos pombinhos. O famoso ‘apelo emocional’ lidera o ranking das estratégias, atingido a marca de 45,2% dos entrevistados. Em seguida, vem a variação de produtos no estoque (23,3%), preços mais baixos (18,2%), promoções (5,1%) e crédito facilitado (1%).

Uma peculiaridade do Dia dos Namorados deste ano é a proximidade da data com os jogos da Copa. Do total entrevistado, 8,8% dos empresários estão preocupados com esta possível inibição ao consumo, que também pode ser acentuada pelas constantes obras de grande porte que estão ocorrendo na cidade (4,4%).

Quanto a estimativa de ‘quanto gastar’, os empresários acreditam que os namorados irão investir uma média de R$ 200,00 por produto comprado, que tende a ser pago parcelado, por meio de cartão de crédito (73,5%).

Postagens Recentes