O estado de Minas Gerais é rico em diversidade cultural, composto por uma variada gama de manifestações populares que refletem a maneira de ser, agir, pensar e expressar dos mineiros. Essa singularidade chama a atenção e movimenta o turismo no estado. Entre os diversos atores responsáveis pela disseminação da atividade turística em Minas, estão as produtoras culturais.

As produtoras voltadas para a cultura são responsáveis pela elaboração e execução de projetos, programas, eventos e atividades culturais, sociais, esportivas, políticas e comemorativas. Esse setor também pode estar ligado ao agenciamento de artistas, grupos artísticos formais ou informais e ainda na promoção de ações para fortalecer a cultura local.

A crescente demanda por produtos culturais, resultante da evolução da tecnologia digital, dos meios de comunicação e entretenimento, vem favorecendo o aumento desse setor. Segundo dados do IBGE, a chamada “economia da cultura” do país possui indicadores expressivos, pois as 320 mil empresas do setor geram 1,6 milhões de empregos formais e representam 5,7% das empresas do país.

O levantamento de perfil turístico, realizado pela Fecomércio MG, revela que em Minas Gerais os serviços culturais apresentam 207 estabelecimentos, gerando 872 postos de trabalho distribuídos principalmente na região Central (47%), Norte (14%) e Sul (14%). Além disso, empregam profissionais em sua maioria remanescentes do Ensino Médio (38,4%) e Superior (28,6%), com remuneração mensal média de R$ 2.084,74 ao mês.

Segundo o Núcleo de Turismo da Fecomércio MG, as produtoras culturais, por meio de eventos locais, oferecem aos turistas que visitam o estado a oportunidade de integração com a comunidade local e experimentação de suas tradições, exercendo um papel importante na disseminação da cultura mineira.

Postagens Recentes