A mediana das previsões para o Produto Interno Bruto (PIB) deste ano caiu de 0,24% para 0,2%. Há um mês, a projeção era de crescimento de 0,28%. Após ficar estacionada por semanas em 1%, a estimativa para 2015 passou para 0,8% de aumento, segundo o Banco Central.

A produção industrial para 2014 também foi revisada para baixo, com recuo de 2,21% (antes, estimado em 2,17%). A estimativa para o ano que vem apresentou melhora de crescimento de 1,42% para 1,46%.

Segundo o economista da Fecomércio MG Juan Moreno, esses números vêm refletindo a baixa dos indicadores econômicos das indústrias, que apresentam resultados negativos. “O comércio de produtos e serviços segue registrando resultados modestos, o que explica a projeção para o baixo do crescimento do PIB”, explica.

Postagens Recentes