No acumulado deste ano, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), de janeiro a outubro, as exportações brasileiras somam US$ 191,97 bilhões, frente a US$ 193,84 bilhões em importações, o que representa um déficit de US$ 1,87 bilhão na balança comercial. Esse número negativo ainda é menor que o registrado no mesmo período de 2013: US$ 1,99 bilhão.

Em entrevista coletiva para comentar os resultados da balança comercial, o secretário do Mdic Daniel Godinho, manteve a previsão de superávit para o ano. Para ele, o mês de dezembro costuma ser superavitário e espera-se um progresso na conta-petróleo pelo lado das exportações. O secretário acrescenta que “há também uma expectativa de melhora em relação aos preços do minério de ferro e, portanto, das quantidades embarcadas e dos valores exportados”. Há ainda, por parte de Godinho, a expectativa que as vendas ao exterior de carne registrem aumento no fim de ano,  podendo impactar o resultado da balança de 2014.

De acordo com o Mdic, os principais países de destino das exportações, no acumulado de 2014, foram: China (US$ 36,7 bilhões), Estados Unidos (US$ 22,4 bilhões), Argentina (US$ 12,2 bilhões), Países Baixos (US$ 11,5 bilhões) e Japão (US$ 5,6 bilhões). Já os principais países de origens das importações brasileiras no ano foram: China (US$ 31,5 bilhões), Estados Unidos (US$ 29,8 bilhões), Alemanha (US$ 11,9 bilhões), Argentina (US$ 11,8 bilhões) e Nigéria (US$ 7,8 bilhões).

 

Postagens Recentes