Atender às necessidades do cliente e surpreendê-lo é um dos preceitos básicos para obter sucesso nas vendas e na consolidação da sua marca. Como exemplificou Philip Kotler, em uma matéria para a Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios, a Starbucks é um ótimo exemplo disso. A empresa, com sede nos Estados Unidos, vende café – um produto que pode ser encontrado em qualquer esquina –, mas faz sucesso no Brasil, que é o maior exportador de grãos desse produto no mundo. Por que então ela consegue ter tanto sucesso? A resposta é simples: ela se interessa pelo cliente e oferece a ele uma “segunda casa”. Um espaço confortável, agradável, com acesso a internet, e com tudo que ele procura para momentos de relaxamento e ou concentração.

Para conseguir cumprir esse objetivo na sua empresa, obtendo o mesmo sucesso da Starbucks, é preciso conhecer o cliente, investir em relacionamento, utilizar os feedbacks como índices que apontam a melhor direção e, por fim, agir. É importante fazer com que o cliente sinta-se em casa.

O marketing tem essa função. Uma boa equipe de marketing trabalha de maneira integrada, para conhecer a empresa e seus públicos profundamente. Somente por meio dessa análise e conhecimento é possível propor soluções eficientes,  que trarão benefícios a ambos.

Autonomia

Diz respeito à imagem da empresa? Então, diz respeito ao marketing. O marketing não pode ser considerado como um simples departamento dentro das organizações. O ideal é que todas as decisões que envolvam os públicos interno ou externo, os parceiros, fornecedores e os clientes, passem pela análise dos profissionais dessa área, para que eles possam dar o parecer antes da divulgação.

Uma simples palavra pode causar má interpretação e distorção da mensagem. Um produto, uma campanha, uma resposta ao cliente, a forma de expor as mercadorias dentro da loja, o relacionamento com os fornecedores e com os funcionários, o layout dos comunicados, os anúncios e cartazes, o tipo de linguagem utilizada no relacionamento direto, por telefone, e-mail, site ou redes sociais – e tantos outros assuntos que buscam consolidar a imagem da empresa junto aos seus públicos – são de interesse direto da equipe de marketing.

A sincronia entre os setores da empresa e o marketing dá suporte para uma comunicação transparente e fluida desde que as organizações confiem no papel do marketing e deleguem a esses profissionais a tarefa de analisar o meio, encontrar os erros e acertos e propor soluções reais.

Comece agora.

 

Postagens Recentes