A confiança do comércio fechou 2014 em queda de 13,4%, comparado a dezembro de 2013. É o que revela o Índice de Confiança dos Empresários do Comércio (Icec) da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. Esse percentual representa o maior recuo anual do indicador, iniciado em março de 2011. Além disso, na comparação mensal, o Icec registrou queda de 2,5%, a mais alta desde fevereiro de 2014.

Segundo o economista da Fecomércio MG Caio Gonçalves, a queda no índice reflete a percepção do empresário sobre a conjuntura atual. “Ainda existe muita incerteza sobre o que acontecerá no mercado até mesmo no curto prazo, fazendo com que os empresários reduzam sua confiança e, consequentemente, diminuam os níveis de investimentos. O nível baixo histórico do índice não é nada animador para um início de ano e para um começo de governo, situações nas quais normalmente as esperanças são renovadas”, ressalta o economista.

Já o subíndice de Investimentos do Empresário do Comércio caiu para 10,3% na comparação anual e 1,5% na comparação mensal.

Postagens Recentes