O governo federal prepara, neste ano, um pacote envolvendo programas trabalhistas que podem somar R$10 bilhões. A redução de despesas com ações relacionadas à saúde do trabalho e ao aumento de fiscalização nas empresas são algumas medidas que serão adotadas, segundo o ministro do Trabalho, Manoel Dias.

As novas ações relacionadas com o ajuste fiscal do governo devem ser anunciadas para colaborar com o alcance da meta de superávit primário de 1,2% no final deste ano, conforme ressalta o economista da Fecomércio MG Caio Gonçalves. “As providências que serão anunciadas estão mais relacionadas às questões de fiscalização para evitar fraudes e inadimplência. Servirão para ampliar a eficiência do controle tanto dos recebimentos quanto das remessas, realizando economias nos gastos e aumentando as receitas”.

Postagens Recentes