O volume de vendas no comércio varejista aumentou 2,2% em 2014, registrando o resultado mais negativo desde 2003, com queda de 3,7%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em dezembro do ano passado, as vendas do varejo restrito recuaram 2,6% em relação a novembro, descontados os efeitos sazonais.

Segundo o economista da Fecomércio MG Caio Gonçalves, os resultados para o comércio varejista mineiro foram melhores do que o brasileiro, com taxas de 2,6% no volume das vendas do comércio varejista restrito e -0,2% para o comércio varejista ampliado. Em 2013, as mesmas foram 0,9% e -0,4%, respectivamente.

Postagens Recentes