O turismo de negócios e eventos é apontado como uma das grandes vocações econômicas de Belo Horizonte, que tem ótima infraestrutura para receber encontros de todos os tipos e portes. Tanto que um número crescente de congressos, feiras, reuniões técnico-científicas e exposições, envolvendo, principalmente, os segmentos de agronegócios, cultura, ciências médicas e sociais, engenharias, esportes, gastronomia, moda e tecnologia, têm movimentado a capital nos últimos anos.

Com o objetivo de ampliar a captação nessas áreas e ainda diversificá-las, o Fórum de Negócios e Eventos de Belo Horizonte (Fone BH), criado pela Belotur e composto pela Fecomércio MG e outras entidades de classe, além de representantes do trade turístico, busca intensificar suas atividades neste segundo semestre. Na terceira reunião entre seus membros, que aconteceu no início de agosto, na sede da Federação, foi definido um cronograma de trabalho para os próximos meses, a fim de reunir forças e capacidades técnicas para melhorar os resultados na promoção da cidade como destino de eventos.

Instituído em abril, o Fone BH tem a finalidade de aumentar a competitividade da capital mineira no segmento de turismo de negócios e eventos, concretizando medidas técnicas, políticas e operacionais para esse mercado. Sua atuação envolve cinco frentes: tributos; indicadores de desempenho; promoção, avaliação e monitoramento de espaços para eventos; infraestrutura e serviço do destino; e captação de eventos.

Da última reunião do grupo, participaram, além da Fecomércio MG, representada pelo Núcleo de Turismo, e da Belotur, profissionais da Associação Brasileira de Empresas de Eventos (Abeoc-MG), Associação Médica de Minas Gerais (AMMG), BH Convention & Visitors Bureau (BHCVB), Companhia Mineira de Promoções (Prominas); Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (Sebrae-MG); Secretaria Estadual do Turismo de Minas Gerais (Setur); e Secretaria Municipal Adjunta de Relações Internacionais (Smari). O próximo encontro está marcado para setembro, na AMMG.

Turismo de negócios em BH

Belo Horizonte figura, atualmente, entre os 25 melhores destinos da América Latina para se fazer negócios e o quarto destino nacional, de acordo com o estudo anual elaborado pela America Economia Intelligence. O ranking leva em conta índices como o capital humano, dinamismo econômico, infraestrutura e conectividade, marco político e social, bem como sustentabilidade. Sua região metropolitana, formada por 34 municípios, é a sétima maior da América Latina.

Postagens Recentes