Para minimizar os prejuízos provocados pelas intensas chuvas no Estado, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) informaram que vão conceder descontos nas contas de água e luz para os clientes atingidos. Ao todo, 196 municípios ficaram em situação de emergência. No entanto, para ter acesso ao benefício, o consumidor deve atender algumas regras estabelecidas pelas companhias.

No caso da Cemig, as condições especiais de negociação das contas de energia são válidas apenas para clientes residenciais classificados como baixa renda atingidos pela chuva em serviços como religação e parcelamento, entre outros. Segundo a companhia, a partir de março, também serão realizadas ações de eficiência energética, a fim de reestruturar essas comunidades.

Já a Copasa irá avaliar as condições dos imóveis das categorias social, residencial e comercial, exceto grandes usuários, para a isenção das contas com vencimento a partir de fevereiro, podendo ser estendidas por mais meses. Além disso, os custos de corte de abastecimento e religação dos imóveis condenados não serão cobrados.

 

Ação da Fecomércio MG

A Fecomércio MG, para estimular a retomada econômica dos municípios afetados e fortalecer os empresários que tiveram prejuízos, solicitou ao governador estadual, Romeu Zema, a suspensão do recolhimento dos tributos estaduais devidos pelos contribuintes situados nos municípios afetados pelas chuvas. O ofício enviado na última semana (28/01), requer ainda o tratamento tributário diferenciado, mais benéfico e simplificado para casos mais graves.

Postagens Recentes