O Comitê Extraordinário Covid-19 reclassificou as fases do “Minas Consciente”, programa estadual para a retomada gradual das atividades empresariais. Com a Deliberação nº 96/2020, publicada no Diário do Executivo (22/10), três macrorregiões de saúde passaram para a onda verde, etapa de maior flexibilização econômica: Leste, Oeste e Sul.

Nessa fase, é liberado o funcionamento de serviços não essenciais como atividades escolares, feiras e parques. Outras duas regiões, por sua vez, regrediram para a onda amarela: Triângulo-Norte e Triângulo-Sul, de média restrição econômica.

Desta forma, cinco das 14 macrorregiões se encontram na onda amarela, que permite a abertura de serviços não essenciais como bares, restaurantes e academias, enquanto as demais estão na onda verde. Até quarta-feira (21/10), 656 municípios haviam aderido ao “Minas Consciente”. Essa adesão equivale a 77% das prefeituras mineiras, impactando 14,3 milhões de pessoas no estado.

Confira abaixo a tabela completa, com a classificação de ondas por região:

ÍNDICE

 

Descrição das ondas

 

Onda vermelha: serviços essenciais (maior restrição de atividade socioeconômica)

Onda amarela: serviços não essenciais (média restrição de atividade socioeconômica)

Onda verde: serviços não essenciais (menor restrição de atividade socioeconômica)

 

Macrorregião

Reclassificação da fase de abertura
Classificação anteriorReclassificação (de 24/10 a 31/10)

Expectativa de progressão ou regressão de fase

CentroOnda verdeOnda verde
Centro-SulOnda verdeOnda verde
JequitinhonhaOnda verdeOnda verde
LesteOnda amarelaOnda verde (progressão de fase)
Leste-SulOnda amarelaOnda amarela
NordesteOnda amarelaOnda amarela
NoroesteOnda verdeOnda verde
NorteOnda verdeOnda verde
OesteOnda amarelaOnda verde (progressão de fase)
SudesteOnda verdeOnda verde
SulOnda amarelaOnda verde (progressão de fase)
Triângulo-NorteOnda verdeOnda amarela (regressão de fase)
Triângulo-SulOnda verdeOnda amarela (regressão de fase)
Vale do AçoOnda amarelaOnda amarela
Postagens Recentes