O Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Estado de Minas Gerais (Sincofarma Minas Gerais) solicitou ao governo estadual a inclusão de profissionais de farmácias e drogarias no grupo prioritário de imunização para Covid-19. A entidade, que é filiada à Fecomércio MG, também solicitou a inclusão de farmácias e drogarias como pontos de vacinação no estado.

No início desta semana, o Sincofarma Minas Gerais recebeu uma resposta da Secretaria de Estado de Saúde (SES) sobre as medidas pleiteadas pela entidade. Segundo a SES, os profissionais de farmácia da rede privada já estão incluídos no rol do grupo “trabalhadores de saúde”, conforme previsão do Plano Nacional de Operacionalização de Vacinação contra o Covid-19.

Além disso, de acordo com a SES, a imunização ocorre no âmbito municipal. Portanto, ficará a cargo dos gestores municipais providenciar a operacionalização do atendimento à população. Com isso, o governo do estado sugere que a entidade entre em contato com as secretarias municipais para propor que drogarias e farmácias sejam pontos de vacinação.

“Diante deste posicionamento, o Sincofarma Minas Gerais seguirá atuando perante o Ministério Público de Minas Gerais para que sejam adotadas as providências cabíveis em todos os municípios mineiros, a fim de viabilizar a vacinação dos trabalhadores de farmácias e drogarias do estado”, ressalta o presidente da entidade, Lázaro Luiz Gonzaga.

Clique aqui e leia, na íntegra, o ofício em resposta ao Sincofarma Minas Gerais

Confira também o memorando com outros detalhes sobre o pleito

Postagens Recentes