* Atualizada no dia 08/04/2021, às 9h45

A macrorregião Triângulo-Sul e as microrregiões de Bocaiúva, Coração de Jesus, Francisco Sá, Montes Claros, São Gotardo e Taiobeiras devem avançar para a onda vermelha do Minas Consciente a partir da próxima segunda-feira (12/04), de acordo com a Deliberação nº 146/2021. Contudo, essas localidades serão monitoradas pela Secretaria de Estado de Saúde até a próxima sexta-feira (09/04) para garantir que não haja piora nos indicadores do novo coronavírus (Covid-19).

À exceção do Triângulo-Norte e do Triângulo Sul, as outras 12 macrorregiões do estado devem seguir na onda roxa, a fase mais rígida do Minas Consciente. Segundo o governo estadual, as outras macrorregiões ainda não apresentaram uma queda sustentada na taxa de óbitos pelo novo coronavírus e de ocupação de leitos exclusivos de UTI para Covid-19, por isso não poderão avançar de fase. Na semana passada, a microrregião de Patos de Minas já havia progredido para a onda vermelha.

O Comitê Extraordinário Covid-19 também decidiu revogar da Deliberação nº 130/2021 o trecho que restringia a circulação de pessoas de 20h às 5h e proibia reuniões familiares e sociais restritas durante a onda roxa, desde que não caracterizassem aglomeração. A suspensão atende a um acordo judicial firmado pelo governo de Minas Gerais nessa segunda-feira (05/04), após o deputado estadual Bruno Engler (PRTB) questionar a constitucionalidade das medidas.

Por outro lado, com o fim do toque de recolher e da restrição a reuniões familiares, o governo passa a proibir, por meio da Deliberação nº 145/2021, a retirada em balcão em todo o comércio não essencial, das 20h às 5h. Assim, estabelecimentos como bares e restaurantes só poderão funcionar por delivery neste horário. Já o comércio essencial, como supermercados e padarias, terá o funcionamento ampliado até as 22h, a fim de reduzir a circulação de pessoas nos horários de pico.

Expansão de casos

Na última semana, Minas Gerais apresentou aumento de 5,2% no número de casos da doença e de 7,9% nos óbitos. Com isso, a incidência de Covid-19 cresceu 6% nos últimos sete dias e 21% em 14 dias. Até essa terça-feira (06/04) a pandemia de Covid-19 já havia provocado 25.795 mortes em Minas, em um total de 1,17 milhões casos confirmados da doença. Confira abaixo a tabela completa, com a classificação de ondas por região:

>>> Saiba mais: como funciona a onda roxa do Minas Consciente

Descrição das ondas

Onda roxa: serviços essenciais, toque de recolher e outras restrições

Onda vermelha: serviços essenciais e maior restrição da atividade econômica

Onda amarela: serviços não essenciais e média restrição da atividade econômica

Onda verde: serviços não essenciais e menor restrição da atividade econômica

Macrorregião

Reclassificação da fase de abertura
Classificação anterior

Reclassificação (de 12/04/2021 a 18/04/2021)

CentroOnda roxaOnda roxa
Centro-SulOnda roxaOnda roxa
JequitinhonhaOnda roxaOnda roxa
LesteOnda roxaOnda roxa
Leste-SulOnda roxaOnda roxa
NordesteOnda roxaOnda roxa
NoroesteOnda roxaOnda roxa (adoção parcial da onda vermelha)[1]
NorteOnda roxaOnda roxa (adoção parcial da onda vermelha)[2]
OesteOnda roxaOnda roxa
SudesteOnda roxaOnda roxa
SulOnda roxaOnda roxa
Triângulo-NorteOnda roxaOnda vermelha (progressão de fase)
Triângulo-SulOnda roxaOnda roxa
Vale do AçoOnda roxaOnda roxa

[1] Microrregião de Patos de Minas (Macrorregião Noroeste): de 05/04/2021 a 18/04/2021 | Microrregião de São Gotardo (Macrorregião Noroeste): de 12/04/2021 a 18/04/2021

[2] Microrregiões de Bocaiúva, Coração de Jesus, Francisco Sá, Montes Claros e Taiobeiras (Macrorregião Norte): de 11/04/2021 a 18/04/2021

Postagens Recentes