A partir deste sábado (08/05), os bares e restaurantes de Belo Horizonte poderão funcionar de 11h às 19h, de segunda a sábado. Já os supermercados, padarias, sacolões, açougues, lanchonetes e depósitos de material de construção estarão autorizados a reabrir aos domingos. A decisão foi anunciada pelo prefeito da capital mineira, Alexandre Kalil (PSD), na manhã dessa quinta-feira (06/05), por meio de coletiva de imprensa realizada pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). As mudanças foram publicadas no Diário Oficial do Município (DOM) de hoje (07/05), por meio do Decreto Municipal 17.604/2021.

Além disso, os clubes de lazer e recreação e as feiras de ruas, como a tradicional Feira Hippie da Avenida Afonso Pena, poderão retomar suas atividades. Outros estabelecimentos também foram autorizados a funcionar, como as bancas de jornais e as revendas de peças de veículos automotores.

A Fecomércio MG avalia a medida como positiva, por permitir a reabertura de mais segmentos econômicos e estender o horário de funcionamento de alguns desses serviços. Além disso, a entidade destaca que é preciso continuar com os esforços sociais e econômicos para que milhares de negócios na capital mineira possam se restabelecer no menor tempo possível e, assim, contribuir com a retomada econômica local.

Não por acaso, a Federação ressalta a necessidade de se seguir todos os protocolos sanitários, como o uso correto de máscara e de álcool em gel para higienização, além da adoção de medidas de distanciamento social e sanitização dos ambientes. A Fecomércio MG também segue orientando os empresários, por meio de campanhas de conscientização ao combate do Covid-19.

Essas medidas, associadas aos esforços pela vacinação célere contra o novo coronavírus, são fundamentais para a retomada da confiança de empresários e consumidores, condição indispensável para se vislumbrar o futuro da economia de Belo Horizonte durante e após o fim da pandemia.

Ao longo da coletiva, o prefeito da capital, Alexandre Kalil, destacou a necessidade de redobrar a atenção com as reuniões familiares, principalmente, pela proximidade do Dia das Mães (09/05). Outro ponto abordado pelo chefe do Executivo Municipal foi a queda nos indicadores que mensuram a situação da pandemia na cidade. Na ocasião, ele reforçou a importância do cuidado entre os jovens, que são maioria entre as pessoas internadas em Belo Horizonte.

Postagens Recentes