A diversidade de cenários da pandemia no estado motivou o Comitê Extraordinário Covid-19 a recomendar a adoção de medidas mais restritivas para as regiões em cenários assistencial e epidemiológico desfavoráveis. É o caso das macrorregiões Centro-Sul, Leste-Sul, Oeste, Sul e Triângulo-Sul, todas na onda vermelha do Minas Consciente. Com isso, desde domingo (06/06), o governo de Minas Gerais ampliou as restrições econômicas para regiões caracterizadas por esse tipo de cenário.

A decisão, tomada na quinta-feira (03/06), engloba casos em que a combinação incidência e espera resulte num cenário epidemiológico desfavorável, assistencial desfavorável ou assistencial e epidemiológico desfavorável. Nestes casos, estará: (1) proibida a realização de eventos e a abertura de atrativos culturais e naturais, clubes e salões de beleza; (2) limitada a alimentação em bares e restaurantes até às 19h, com venda por delivery após este horário, sem retirada em balcão.

O aumento da incidência de casos da doença também foi determinante para que 11 macrorregiões de saúde integrassem a onda vermelha do Minas Consciente. A medida foi publicada na Deliberação nº 159/2021, por meio de edição extra do Diário Oficial do Estado. Assim, apenas três regiões continuam na onda amarela, a fase intermediária do plano de reabertura gradual e segura das atividades empresariais. São elas: macrorregiões Norte, Triângulo-Norte e Vale do Aço.

Momento de apreensão

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES), as medidas se justificam devido ao alto número de casos da doença e à espera por internação. Até quinta-feira (03/05), feriado do Corpus Christi, 250 pacientes suspeitos ou confirmados para Covid-19 aguardam por internação em leitos de UTI em Minas Gerais. No mesmo período, o estado registrava 1,61 milhão de casos da doença, 41.418 mortes e uma média de 8.745 casos nos últimos sete dias.

Confira abaixo a tabela completa, com a classificação das ondas por região:

Descrição das ondas

Onda roxa: serviços essenciais, toque de recolher e outras restrições

Onda vermelha: serviços essenciais e maior restrição da atividade econômica

Onda amarela: serviços não essenciais e média restrição da atividade econômica

Onda verde: serviços não essenciais e menor restrição da atividade econômica

Macrorregião

Reclassificação da fase de abertura
Classificação anterior (de 29/04/2021 a 04/05/2021)

Reclassificação (de 05/06/2021 a 11/06/2021)

CentroOnda vermelhaOnda vermelha
Centro-SulOnda vermelhaOnda vermelha (situação agravada em razão de cenário epidemiológico e assistencial desfavorável)
JequitinhonhaOnda vermelhaOnda vermelha
LesteOnda vermelhaOnda vermelha
Leste-SulOnda vermelhaOnda vermelha (situação agravada em razão de cenário epidemiológico e assistencial desfavorável)
NordesteOnda vermelhaOnda vermelha
NoroesteOnda vermelhaOnda vermelha
NorteOnda amarelaOnda amarela
OesteOnda vermelhaOnda vermelha (situação agravada em razão de cenário epidemiológico e assistencial desfavorável)
SudesteOnda amarelaOnda vermelha (regressão de fase)
SulOnda vermelhaOnda vermelha (situação agravada em razão de cenário epidemiológico e assistencial desfavorável)
Triângulo-NorteOnda amarelaOnda amarela
Triângulo-SulOnda vermelhaOnda vermelha (situação agravada em razão de cenário epidemiológico e assistencial desfavorável)
Vale do AçoOnda amarelaOnda amarela

* Com informações da Agência Minas

Postagens Recentes