Comida mineira é tema no Madrid Fusión

Gerente de Gastronomia do Senac, chef Edson Puiati, apresentou as diferentes formas de utilização do milho na gastronomia

A tarde de terça-feira (22), segundo dia do Madrid Fusión, teve encerramento com sabor especial, ocasião em que o gerente de Gastronomia do Senac, o chef Edson Puiati, e Guilherme Melo, do Restaurante Hermengarda, prenderam a atenção dos presentes com a palestra “O milho”. A história de Minas Gerais se misturou à da culinária típica do estado quando os chefs mostraram a importância desse rico ingrediente para a gastronomia e a variedade de pratos que podem ser preparados com o milho e seus derivados.

Uma apresentação rica em conteúdo e imagens da saborosa culinária mineira, sobretudo das cozinhas de fazendas, mostrou como o milho pode ser servido puro, acompanhado de carnes, de verduras e como sobremesa; além da possibilidade de se transformar nas especiais pamonhas. Os derivados do milho originam pratos típicos do estado, como o angu, a polenta, canjiquinha, entre outros.

Durante a apresentação, até mesmo na decoração o milho estava presente. A palha se transformou em bonecas, bolsas e outros acessórios. No cenário da palestra também havia uma mesa tipicamente mineira, com doces e cachaça, que proporcionou um brinde mineiro em terras espanholas. Ao final do encontro, os chefs fizeram uma homenagem à chef Dona Lucinha, que declamou emocionante poesia, produzida por ela e que teve como tema o “Milho e a história das cozinhas tradicionais das Minas Gerais”.