Teste negativo de Covid-19 e comprovante de vacinação: o que muda nos eventos em BH

Prefeitura da capital exigirá comprovante de vacina para eventos de até 500 pessoas. Exames negativos não serão exigidos nestes casos

Após anunciar que o comprovante de vacina contra o Covid-19 bem como o teste negativo para a doença seriam exigidos para qualquer tipo de evento, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) alterou as regras. Agora, com um novo decreto publicado nesta terça-feira, 1º de fevereiro, em eventos de até 500 pessoas, somente o esquema vacinal completo será uma exigência. Apenas exames negativos não serão exigidos nestes casos.

Sendo assim, o documento estabelece que com o público sentado de até 500 pessoas e sem serviços de alimentação para consumo no local deve ser exigida a apresentação do comprovante da segunda dose da vacina. A regra é válida inclusive para funcionários.

Já para eventos com público com mais de 500 pessoas, além do comprovante da vacina, será exigida a apresentação do resultado negativo para o Covid-19 em teste do tipo RT-PCR ou teste rápido de antígeno realizados até 72 horas antes do evento. Mais uma vez, a medida se aplica para funcionários.

A decisão vale para jogos de futebol, corridas de rua e atividades realizadas em casas de shows e espetáculos, casas de festas, discotecas, danceterias, salões de dança e espetáculos circenses.

A conferência dos exames e dos cartões de vacinação ficam sob a responsabilidade dos organizadores dos eventos.

*Matéria atualizada dia 1º de fevereiro, após mudanças anunciadas pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH).

*Com informações do portal O Tempo.